Blog Archives

Luciane Valença expõe em Lisboa

Exposição Hinos Homéricos

 de Luciane Valença

Desireass

Na constituição da cultura, o mito contribui para o desenvolvimento individual e coletivo. As ações estruturantes existentes nestas narrativas possuem a capacidade de gerar padrões de comportamento que garantem a evolução psicossocial, infundindo referências de um padrão mais adequado de comportamento na sociedade.

Assim, a jornada de um herói mitológico, por exemplo, possui o condão de reportar ao indivíduo o comportamento adequado à certa situação, de modo a permitir a introjeção, ou a correção, de uma nova perspectiva em sua totalidade. Considera-se, pois, o mito como um modelo arquetípico contra o qual cada indivíduo pode, nele espelhando-se, tanto rever sua conduta, de certa forma não apropriada, quanto remodelar suas posturas e posicionamentos.

A artista plástica brasileira Luciane Valença, desenvolve pesquisas sobre os Hinos Homéricos há dois anos. Agora, expõe pela primeira vez em Lisboa – Portugal, mais precisamente na Galeria da Livraria do ISPA, dezoito aquarelas das trinta e três que fazem parte do projeto para um livro em cocriação com a escritora brasileira, radicada na Alemanha, Chris Herrmann.

Luciane Valença apresenta uma interpretação muito particular de cada hino e mito. Para tanto vale-se da livre criação à moda dos antigos rapsodos. Cabe recordar que esses últimos tinham por hábito declamar versos da autoria de terceiros em festas e concursos. Frequentemente eles recitavam os hinos e as epopeias homéricas, parte do seu repertório principal, em ocasiões religiosas como forma de invocar os deuses e celebrá-los, em performances que por vezes lembravam atores, empregando bastões como instrumentos.

Luciane Valença

Luciane vem se destacando no cenário artístico do Brasil com seu estilo único, criado com influências perceptíveis da Art Noveau, do Futurismo e do Surrealismo. De novembro a janeiro de 2019, a artista iniciará sua carreira internacional, com sua primeira individual em Portugal. O traço de pincel de Luciane se caracteriza pela mistura de matizes que parecem não ter começo ou fim com demarcações por linhas firmes e contrastes de luz e tons, trazendo aos amantes da boa pintura novidades maturadas, advindas de inspirações, aspirações, desejos, idiossincrasias e emoções próprias. As figurações e histórias presentes em suas obras são um convite sedutor a uma realidade fantástica, um mundo peculiar, de beleza plástica com profundidade, que propõe reflexões sobre as emoções, o cotidiano e a psiquê. Em 20 de setembro de 2018, a artista plástica que é curadora do Sofitel Ipanema, recebeu a Moção de Aplausos, concedida pela Câmara de Vereadores da cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, por sua importante contribuição à cultura da cidade e do Estado do Rio de Janeiro.

Serviço:

Exposição Hinos Homéricos de Luciane Valença

Abertura 29 de novembro às 18h

Visitação até janeiro de 2019

Local: Galeria da Livraria

Rua Jardim do Tabaco, 34

Lisboa – Portugal

Informações: http://www.ispa.pt/

Advertisements

A Alma é Carmim

Voltei ao PB com detalhes em cor, um descanso para os meus olhos.

ALMA

“Alma”
nankin, aquarela e posca sobre papel aquarela 300g/m²
status: disponível

 

 

 

carmim

“Carmim”
nankin, aquarela e posca sobre papel aquarela 300g/m²
status: disponível

Novas conversas

 

Mundi

Título: Mundi

aquarela e nanquim

Luciane Valença

SOLITAIRE

Título: Solitaire

aquarela e nanquim

Luciane Valença

 

Deusa do Mar

Título: ‘Tétis – deusa do mar’
aquarela e nanquim s/papel
Série: Hinos Homéricos
Luciane Valença
2017

Tétis

Seja bem vindo, Outono!

“Outono é outra primavera, cada folha uma flor.”

Albert Camus

Outono no Rio ass

Título: Outono no Rio

aquarela sobre papel

21.0 X 29.7 cm

Obra disponível

(Pagamento parcelado no cartão de crédito ou depósito em conta. Consulte o valor através de lucianevalenca@gmail.com)

Jimi Hendrix

hendrix

‘Hendrix’ em aquarela sobre papel
Arte feita por encomenda
Coleção Particular

Faça sua encomenda.

Réplicas

Réplicas esgotadas. (Em couchê fosco 260, tamanho A3, assinadas) Para ver o catálogo com obras disponíveis,acesse o link:

Galeria

A obra e a sua referência

slide1

‘O Sonho de Ares’ em aquarela sobre papelslide2

‘Gaia’ em aquarela sobre papel

Luciane conta um pouco sobre como a arte entrou em sua vida.

A exposição “Outopos”, em cartaz na Sala de Cultura Leila Diniz, tem autoria dos irmãos Carlos e Luciane Valença. Neste vídeo, Luciane conta um pouco sobre como a arte entrou em sua vida.
Para conferir o trabalho de Carlos e Luciane: a mostra vai até o dia 9 de dezembro de. O horário de visitação é de segunda à sexta-feira, das 10h às 17h, com entrada franca. Esperamos por sua visita!

outopos

Abertura de Outopos

exposicao-outopos-abertura-25

Foto: Paulo Roberto Cecchetti

Nossos sinceros agradecimentos aos nossos apoiadores: Beira Mar, Café Gourmet, Escritores ao Ar Livro, Jornal O Fluminense e a PM de Niterói. Nossa gratidão a Sala de Cultura Leila Diniz e a Imprensa Oficial por nos receber com tanto carinho e respeito!
Outopos ficará em cartaz até 9 de dezembro, de segunda a sexta das 10h às 17h.
Entrada Franca

 

O Sonho de Ares

Sonhei um Ares (deus da guerra) sonhando com a paz. A obra faz parte da série Outopos que estará na Sala de Cultura Leila Diniz a partir do dia 7 de novembro.

‘O Sonho de Ares’
aquarela s/papel
Série: Outopos
ano 2016

o-sonho-de-ares-ass

Últimos dias para conferir Poéticas

poeticas-2

20161019_192116netto-moreira-carlos-valenca-luciane-valenca-philippe-seigle-camila

Sofitel Rio de Janeiro
Av. Atlântica, 4240 – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ, 22070-900

Sala de Cultura Leila Diniz traz exposição sobre utopia

Os artistas plásticos Carlos Valença e Luciane Valença nos convidam para um mergulho entre mundos paralelos

ima-ass

Imã | aquarela, nanquim e posca sobre papel

Utopia é a ideia de civilização ideal, fantástica e imaginária. É um sistema ou plano que parece irrealizável, uma fantasia, um devaneio, uma ilusão, um sonho.  Carlos e Luciane Valença nos propõe um paralelo entre a realidade e possíveis mundos, existentes no imaginário coletivo e nos sonhos particulares de cada um de nós.

carlos-valenca-quadros-outopos-2

Do grego “ou+topos” que significa “lugar que não existe”, os irmãos estabeleceram o ponto de partida para a construção da Exposição Outopos, especialmente pensada, para a comemoração dos 6 anos da fundação do Atelier  Valença & Arts. Um mergulho em mundos paralelos, distintos entre si, que encontram convergência na arte e na busca pelo ideal de cada um de nós. Mudando de uma linha do tempo para outra, vivendo assim várias vidas, escolhas, relações, a partir de uma única existência.
carlos-valenca-quadros-outopos-13

Outopos é o registro de que é preciso sonhar. Que com os sonhos, começamos a construir caminhos, histórias, vidas. E que a consequência dessas realizações, interfere em todas as nossas conexões. Venha viajar através de figuras e abstrações a partir do dia 7 de novembro a 9 de dezembro, na Sala de Cultura Leila Diniz, que em outras ocasiões recebeu exposições individuais dos dois artistas.

afrodite-ass

Afrodite | aquarela e nanquim sobre papel

 

SERVIÇO

Exposição OuTopos

Data: 07/11/2016 a 9/12/2016

Horario: Seg a sex, 10h às 17h

Local: Sala de Cultura Leila Diniz

Endereço: Sala de Cultura Leila Diniz, na Rua Heitor Carrilho, nº 81 – Centro de Niterói/RJ

Entrada gratuita.

convite-exposicao-outopos

 

%d bloggers like this: